FESQUA – XII Feira Internacional de Esquadrias, Ferragens e Componentes
04/09/2017

Alumínio: Tudo sobre ele e quais os impactos que pode trazer ao planeta!

O aparelho que você está usando para ler este artigo certamente tem alumínio!

alumínio é um dos metais mais abundantes, importantes e presentes na sociedade moderna. Se você olhar ao seu redor, vai ser difícil encontrar algum objeto que não tenha alguma parte feita de alumínio. Mas afinal, o que é alumínio? Quais os motivos dele ser tão utilizado? Como reciclar?

O alumínio

O elemento químico Al, o alumínio, quando puro, possui a forma de um metal prateado, leve e inodoro. O alumínio é considerado o terceiro elemento químico mais abundante na crosta terrestre e o mais abundante entre os elementos metálicos, porém ele não é encontrado na forma metálica que conhecemos, mas sim em diversos minerais e argilas.

Quando o alumínio se apresenta no formato metálico e puro, ele tem algumas características que possibilitam a sua aplicação em diversas áreas. Entre suas características, estão:

  • Força e alto ponto de fusão (660 ºC);
  • Baixo peso (praticamente 4 vezes mais leve que o cobre metálico);
  • Alta resistência à corrosão;
  • Boa condutividade elétrica (quase duas vezes maior que a condutividade do cobre);
  • Possui a capacidade de refletir luz;
  • Fácil de ser processado e moldado;
  • Impermeável, não possui odor e não é inflamável (exceto alumínio em pó);
  • Possibilidade de adição de outros elementos ao material, formando assim ligas com propriedades variadas;
  • Extremamente abundante no ambiente;
  • 100% Reciclável.

alumínio, não apenas em sua forma metálica, é extremamente utilizado em diversas áreas, como em construções, materiais, cerâmicas, processos industriais, alimentos, fármacos, cosméticos, tratamentos de água, embalagens, veículos, utensílios domésticos, aviões, entre outras.

Reciclagem

alumínio é considerado um material 100% reciclável, pois não degrada no processo de reciclagem. Se um quilo de alumínio for reciclado, teoricamente um quilo será recuperado. Como foi visto, o processo de transformação da alumina em alumínio requer um gasto de energia muito grande, pois o alumínio metálico é muito estável, tão estável que não degrada ao ser fundido.

Entre as vantagens da reciclagem do alumínio, estão:

  • Capacidade de ser reciclado infinitas vezes sem perder suas propriedades;
  • A reciclagem de um quilo de alumínio consome apenas 5% da energia necessária para a produção de um quilo de alumínio;
  • A cada tonelada de alumínio reciclado, nove toneladas de CO2 são poupadas (cada tonelada de CO2 equivale a dirigir 4800 km);
  • A cada tonelada de alumínio reciclado, cinco toneladas de bauxita são preservadas.
  • A cada latinha reciclada, é economizado energia suficiente para deixar uma TV ligada durante 3 horas.

O Brasil lidera a lista dos países que mais reciclam latas de alumínio – cerca de 98% das latas produzidas (veja mais sobre a reciclagem de latas no Brasil).

O processo da reciclagem do alumínio consiste basicamente no aquecimento até a sua total fundição, quando o alumínio fica líquido. Assim que o alumínio se torna líquido, ele é posto em formas para a formação dos lingotes e então resfriado até solidificar. Para a reciclagem de latas, primeiramente é necessário uma inspeção para a retirada de papéis, plásticos e quaisquer materiais que não sejam alumínio. Após a inspeção, as latinhas são prensadas para ocuparem menos espaço e serem “derretidas” rapidamente.

Antigamente, algumas falsas informações sobre reciclagem do alumínio foram espalhadas, tornando-se lendas urbanas. Quem nunca ouviu falar sobre trocar uma quantidade de anéis de latas de alumínio por cadeiras de rodas, computadores ou outros objetos? Não há comprovação de que alguma instituição ou empresa tenha feito esta proposta. Outras “lendas” dizem respeito à composição do anel – se você juntasse uma garrafa PET de um ou dois litros cheia de anéis, ela valeria mais de 100 reais, pois o anel conteria metais preciosos, como ouro ou prata. Esta é mais uma falsa informação. É mais provável haver, na composição da liga de alumínio das latas, metais de magnésio.

O alumínio no seu dia a dia

O alumínio é extremamente presente no dia a dia da sociedade. Este metal se tornou tão vital que seria praticamente impossível o ritmo de desenvolvimento industrial se manter se todo o alumínio existente fosse retirado. O alumínio está presente em quase tudo que usamos: lata de refrigerante, antitranspirantes, vidros à prova de balas, mecanismos de purificação de águas, asas de aviões. O equipamento que você está utilizando, com certeza possui alumínio em alguma peça ou parte vital.

Objetos compostos de alumínio estão muito presentes até em nossas refeições – os talheres e panelas normalmente possuem alumínio ou são feitos a partir dele (veja mais sobre os tipos de panelas).

Ao reagir com o ar, o alumínio forma uma camada protetora com o oxigênio, impedindo que haja transferência de alumínio para a comida.

Sabendo que existe uma camada protetora, não é recomendável arear ou lavar com a parte áspera da esponja a parte interna de panelas de alumínio, pois isso pode quebrar esta proteção, deixando assim o alumínio exposto. Caso isto tenha ocorrido, ferva água por alguns minutos, retire a água e sem secar a panela, aqueça até que fique totalmente seca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *